Agora que tu vais outra vez,

...o que resta é a sensação da tua caricia no meu rosto cheio me memórias tuas. Quando me olho no espelho é de ti que eu me recordo. Fica a minha cama marcada pelo teu corpo, as paredes do meu quarto ecoando a tua voz e a minha expectativa inocente de que a qualquer momento o interfone vai soar e vai ser você dizendo que não precisas mais ter que me deixar aqui. De que vai ser você lá embaixo dizendo pra eu descer correndo, só com a roupa que levo no corpo, e que o necessário não são as coisas que eu poderia querer guardar numa maleta, que já basta a nossa vontade somada de estar juntas ate que a vida seja fim. Mas não é assim. Hay que tener paciencia, cariño, e não saltar as etapas. É preciso seguir lutando e acreditando que esse é o preço que há de ser pago pela tranqüilidade que está a caminho.
O tempo se para aqui. Agora que tuas malas estão feitas, e Madrid te espera outra vez.
Te espero.

*

Ojalá me salieran alas mientras el fuego consume el pitillo y su humo llena de baile el aire de mi habitación. Ojalá me salieran alas y pudiera volar hasta donde la carretera no fuera el puñal en el pecho, hasta donde no hubiera ese hueco inmenso entre tú y yo. Ojalá pudiera pararte antes que cogieras el autobús que se te me lleva.


Por Dani Cabrera


Revolvió su calor con su voz, con leche y azúcar, se lo dio a beber. Moldeó el corazón, la razón, con unos besos, de ron y miel. Horneó con su aliento su pelo, y caramelo parecía al terminar, y quiso saborear, la masa de su pan. Escríbele canciones, envíale tu voz donde él esté. Nadando por su almohada, le vino a visitar en sueños él. La vino a revolver, y se dejo hacer... Estampidas en la tierra, el cielo iba tiñéndose marfil. Porque brotó en torrente el verbo y las ganas de sentir. Y pudo saborear la masa de su pan. (Revolvió, Bebe)


*Foto. Calle de las flores, La Coruña.

Comentarios

  1. Lindo, extremamente! Já acompanho o blog há um tempo, e até atrevi-me a compartilhar um de teus textos com meus leitores, com os devidos créditos, é claro. Por vezes me arrancastes lágrimas, parabéns! (:

    ResponderEliminar
  2. Não sei porque me sinto tão bem lendo teu blog, Dani. Talvez seja porque me decepciono tanto com o amor, que acho triplamente lindo, o seu.

    ResponderEliminar
  3. Lindo texto, lindas palavras. Parabéns mesmo, e estou aguardando seu livro, eu vou ser uma das primeiras a comprar!

    ResponderEliminar
  4. Amei demais, texto perfeito, nossa.. muito romântico, estou seguindo você, meus parabéns. Estarei sempre aqui. :)

    ResponderEliminar
  5. Sempre que venho aqui saio com o coração transbordando de encantamento...
    Lindo d +, lindo lindo!
    Tenha um final de semana de luz!
    Beijoo

    ResponderEliminar
  6. Olá!
    Você gosta de ler?
    Então acho que você vai gostar do meu blog de livros:

    Amor, Mistério e Sangue

    Ele é especializado em Suspenses Românticos, mas de vez em quando eu também falo de livros de outros estilos também.
    Quando tiver um tempinho, me faça uma visita e se você me seguir, eu vou adorar!

    ResponderEliminar

Publicar un comentario

Entradas populares