Aurora Boreal



Agachou para tomar impulso e saltou decidido naquele abismo cheio de nada, com os olhos fechados, sem esperar mudar de planos, sem esperar por nenhum socorro, por nenhuma chispa mínima de fogo que o pudesse fazer re-acreditar, re-esperar, re-sonhar. Saltou sorridente, e apertou bem os braços em contra o corpo para que nenhum clavo ardiendo o impedisse de chegar onde queria; enquanto o vento acariciava-lhe o rosto com golpes de lucidez, enquanto esperava o momento do choque com o fundo do nada: havia decidido desistir. Saltou e se distanciava cada vez mais da superfície, se perdía entre a escuridão que permanecia inerte com o que era só uma queda mais. Não pensava em nada além da possibilidade de despertar daquele pesadelo que vinha corroendo-o por dentro e por fora já faziam sete meses. Saltou decidido, repito, até que do alto daquele abismo no meio do deserto se ouviu algo que esperava sem esperar. Alguien viene a por lo suyo. Até que se consumara ainda não era fim. E quando já havia saltado desistiu de saltar, depois de ouvir aquela voz que supostamente não voltaria, mas que veio acompanhada de um braço comprido que o agarrou no ar e o salvou da queda, e o trouxe de volta a luz. E ao ver aquele par de olhos grises, teve outra vez sede de vida.


Viniste con tus brazos largos, cariño mío.
Me he agarrado en tus manos y vuelvo a estar aquí.
Del abismo ya no me acuerdo de casi nada. Gracias por volver a tiempo. 

Sigamos, vivamos. Queda mucho por hacer.

Por Dani Cabrera

Comentarios

  1. No lo creo.. Qué felicidad!! Vida nueva \o/

    ResponderEliminar
  2. Um dia eu disse que o Sol brilharia outra vez.. E ele voltou. Novos planos deliciosos à vcs! É assim que tem que ser :)

    ResponderEliminar
  3. Sede de vida... Isso é bom!

    ;)
    Vou te acompanhar!

    palavradesonhos.blogspot.com

    ResponderEliminar
  4. Sede de vida... Isso é bom!

    ;)
    Vou te acompanhar!

    palavradesonhos.blogspot.com

    ResponderEliminar
  5. Sede de vida... Isso é bom!

    ;)
    Vou te acompanhar!

    palavradesonhos.blogspot.com

    ResponderEliminar
  6. Que bom que há luz por aí. Aqui ainda procuro por olhos como esses que estão perdidos.

    Gosto de tua escrita

    ResponderEliminar

Publicar un comentario

Entradas populares