Da Certeza da Felicidade...

É bem verdade que o teu coração saberá quando o grande amor da tua vida apontar no teu horizonte. Afinal, senhores, corações não são fracos a ponto de pôr-se em gelo por qualquer olhar.
Mas sim.
Quando for o olhar do amor da tua vida a tua alma alvorecerá de satisfação, como as manhãs das primaveras galegas. Reconhecerás que aquela é a voz que alegrará teus ouvidos até o último suspiro da tua vida. E será teu motivo de sorrir no meio da noite, e você há de acordar por muitas e muitas noites só pra velar aquele sono.
Saibam senhores, que se o teu coração não se põe em inquietude poética a cada vez que aquele alguém vem ao teu encontro, é porque ainda não encontraste o amor da tua vida. Se os teus olhos não brilham todas as vezes que você o encontra, se o azul do céu ainda não te faz fechar os olhos e suspirar por lembrar daquele rosto, se ao cair a noite você não busca a primeira estrela do céu, só pra olhar e sorrir, é porque ainda não encontraste o amor da tua vida!
Se o teu dinheiro ainda vale o que vale para todos, se os girassóis ainda não representam nada de especial aos teus olhos. Se não é insuportável a despedida a cada noite é porque ainda não foste achado pela felicidade, e o teu amor ainda vaga pela terra só.
Se a voz de Marisa não te faz lembrar dela, se as citações de Caio não parecem ter sido escritas por você, se não sorri com os olhos cada vez que a encontra, se não criaste ainda dialetos típico de gente apaixonada, se as palavras da tua boca não são flechas só de verdade, e se ainda há mentira entre você e aquele alguém, é porque ainda não terminou a tua jornada, e o TEU alguém te espera em cólicas.
Se a tua vida não é poesia por ela.
Se não houver em ti a sensação de todas as cores. Se as mãos não se encontram.
Se a diversão é “assim-assim”, se os sorrisos são medidos, se ainda há aquela solidão que de forma alguma você assume, se ainda sorri pouco, pode ser que estejas se enganando por medo de trabalho.
Senhores, a vida é breve!
Não há sentido em vivê-la se não for pra ser feliz.
Se os vossos dias são de coisas que não os torna plenos ainda existe uma estrada a ser percorrida.
Como disse aquele velho amigo: “E quando não houver amor haverá estradas!”.
Desde que a encontrei, não precisei mais buscar nos dicionários o significado da palavra AMOR.

Por Dani Cabrera

Comentarios

  1. Nossa, o que dizer sobre palavras tão profundas? sobre um coração tão sensível? ainda que eu tente,nunca, jamais em hipótese alguma conseguirei exprimir o q realmente sinto ao entrar neste blog tão mais que perfeito de Dani Cabreira, minha amiga, um presente de Deus pra mim, inexplicávelmente estou completamente apaixonada por este cantinho tão fofo da Net.....profundo lugar....amo!!!

    ResponderEliminar
  2. Mensagem pra lá de especial, muito bonita mesmo... Que todos encontremos esse tal lindo e fantástico amor.

    ResponderEliminar
  3. Bem.. não são todos que tem a sorte de encontrar um grande amor.

    E discordo que os corações sejam fracos de "pôr-se em gelo por qualquer olhar".

    Mas ainda assim, é uma bonita mensagem.

    http://www.andisaidgoddamn.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  4. blog romantico

    e bem profundo
    palavras certas foram usadas

    e história muito linda

    parabens

    ResponderEliminar
  5. Ai ai... Meus 11 anos, minha primeira paixão...

    Muito lindo seu blog...!!

    ResponderEliminar
  6. Que texto mais lindo!!!!
    Nossa... parabéns, com certeza tens mais uma fã.
    bjks, ;)

    ResponderEliminar
  7. Que texto mais lindo!!!!
    Nossa... parabéns, com certeza tens mais uma fã.
    bjks, ;)

    ResponderEliminar
  8. E quando eu achar, que seja eterno enquanto dure, hehe
    Belo texto. Parece manual de vida, sabe? =]





    Olhando Pra Grama - Crônicas de um ansioso

    ResponderEliminar
  9. Nossa...
    Já havia passado por qui outras vezes, mas agora agora vejo que não posso evitar te linkar, porque virou rotina ver o que você diz sobre o amor que sente.

    Só posso dizer que é amor quando as palavras de outras pessoas parecem ter saido de nós mesmos.

    ResponderEliminar
  10. Sabe, acho que ainda vago à procura de meu verdadeiro amor. Tive alguns até hoje, mas tenho plena certeza de que falsos eram. Resta esperar, só o tempo me fará encontrá-la.
    Seu blog é muuito boom, e seus textos belíssimos. Gostei muito!

    http://peidaesaipoeira.blogspot.com
    O peido mais poeirento da blogosfera!

    ResponderEliminar
  11. Linda nem te conheço...mas já conheço a tua voz...naum te vi...mas minha mente cravou uma imagem única sua em meu coração...nunca nos encontramos...mas sei que já passamos lindos dias de domingo escrevendo...é isso somos almas surpreendentemente sensíveis...amáveis...e mais...muito mais vivas...doces e tenras...adorei ler oq escrevestes...mecheu profundamente comigo...seus dizeres são sonetos vindos dos céus...espero um dia poder escrever os meus sentimentos, assim como escreves...um dia hei de tocar as liras dos meus sentimentos...abçs e dedico a ti...os céus dos céus...onde possa entoar todas as poesias da sau alma...vai grandiosa e poderosa...continue alimentando nossas almas sedentas com suas escritas.

    ResponderEliminar

Publicar un comentario

Entradas populares