Das Maldades e dos Olhos dos Senhores...

Ouçam vocês,
Senhores de olhos latentes!

Por que vêem tanta maldade no amor que eu sinto?
Por que insistem em olhar por entre as frestas
Se a única maldade que há de se encontrar
É a maldade das tuas próprias mentes?

Não manipulem senhores, o amor que sinto.
Porque da chuva breve que regou a minha terra
Estas são as flores que mais esmero,
Contudo vocês desprezam a beleza das pétalas de seda
E tentam pintar espinhos com tinta óleo e betume,
E folhas secas.

Ah! Mas a miséria está no teu olhar!
Porque o amor que sinto reúne mais de sete cores
Reúne mais palavras que se possa imaginar
São palavras ditas, palavras caladas
Palavras dos olhos.

E esse amor que sinto
De tão perseguido é amor resistente,
De tão impedido é o amor que mais cremos,
Porque esse amor é amor alado, é amor a-lado.

Não tentem senhores!
Não se cansem à toa, não trabalhem em vão!
Porque esse amor não é daqueles que se apaga com tufões ou vendavais,
Nem eu mesma saberia tirá-lo de mim
Ou apagá-lo, tanto faz...

O amor que sinto é amor de escudo,
De taças, brindes, de cumplicidade
E por mais sensível que pareça ser por sua sutileza
É rochedo e há de suportar até o fim.


Por Dani Cabrera

Comentarios

  1. Que lindo. =]
    Acho que nós concordamos em, algum sentido, no que tange o amor. Além da monogamia ser uma conclusão natural, você parece amar também por ideologia. Chamo até num texto meu de "amor de escudo e espada".
    Quanto ao amor, pensei que tinha encontrado, mas foi engano. Minha mente já sabe disso e o coração já está quase entendendo, rs


    Gostei muito daqui, viu!
    Posso adicionar e voltar mais vezes?


    Olhando Pra Grama - Crônicas de um ansioso

    ResponderEliminar
  2. Adoro poemas, adoro principalmente a capacidade de ser musical sem ser rimado.
    Parabéns, o amor é lindo, o blog também.

    Beijos!

    http://escritoserabiscos.blogspot.com

    ResponderEliminar
  3. Bom eu gostei mais do que deveria desse texto porque estou na minha seman de aniversario de namoro. Amar é o sentimento mais verdadeiro que um ser humano pode sentir pelo outro, voce descreveu muito bem com essas belas palavras

    ResponderEliminar
  4. gosto muito da forma como escreve...
    bjks

    www.daniilopes.blogspot.com

    ResponderEliminar
  5. Estou de volta.
    Gosto muito do seu jeito de escrever. Transmite uma certa calma, mansidão, serenidade.

    ResponderEliminar

Publicar un comentario

Entradas populares