Chão...

Por muito tempo desejei demais.
A sensação de estar sempre certa é realmente um encanto, mas em nada se encaixa com a vida real: a verdade sempre é "nua e crua". Não sobram espaços para caprichos. Existe entre nós uma pessoa chamada "Dono da Razão". E é sobre essa pessoa que quero falar.

Uma hora - e normalmete de forma dolorosa -  a gente descobre que, dar murros em ponta de faca machuca as mãos, e que as nossas mãos são mais úteis saradas. Uma hora a gente descobre  - e tem uma sensação de ter acordado -  que não é bom ser politicamente correto o tempo todo, e que pra aprender mesmo a gente precisa é errar. Mas errar também é dolorido, errar dá vergonha, atrai dedos que acusam mesmo sem ter a mínima moral para isso. E quem se importa? Errar é um risco imenso, mas faz crescer e mostra os caminhos que não são seguros para andar. E quando erramos caímos no chão, alguns preferem chamar de poço, mas até o fundo do poço é chão. O limite é sempre o chão para que tenhamos nova chance. Mas os olhos de desespero vêem sempre "o fundo de um poço". O chão é lugar de parar, e rever o caminho que estamos seguindo.

Às vezes vemos uma mão pra nos levantar, mas às vezes temos que sentir uma mão que nos levanta. Ainda que não seja para nós, mas em nós.
O chão é o limite do que anda perigosamente, mas que tem ainda a oportunidade de andar corretamente. O chão não é só pra humilhar. O chão também ampara quem se equivoca, porque é melhor cair no chão do que cair no abismo. E o chão é o lugar de todos os que, descansam nos braços e no encanto de "Sr. Dono da Razão". O chão é o lugar do julgador, do opressor, do soberbo e do orgulhoso. O chão abriga o covarde, o mentiroso, é casa do que rouba e do que testemunha de maneira falsa. O chão é um recomeço, porque podemos levantar e voltar a caminhar. Mancando, marcado ou somente com os olhos mais atentos. Depende do nível da queda.

"Dono da Razão" é um ser que veste de orgulho, mágoa e rancor. É alguém que sofre e que não sabe resolver e domar o que sente. "Dono da Razão" até que é boa pessoa, mas está ferido e precisa ver que a não é monopólio de ninguém.

Ele é alguém que sempre cai no chão, tropeça nos seus pensamentos e em seus argumentos. Deita-se, dobra-se com "violência" e sem vontade própria: É derrubado. É marcado, aprende a lição e vai embora para outro hospedeiro.
Até nunca mais "Sr. Dono da Razão"!

Status: Mudando o coração. =)

Comentarios

Entradas populares