Das Borboletas...


No silêncio guardo os gritos mais intensos de dentro do meu mundo
Guardo o amor que sinto e vivo um romance interno - por enquanto.
Guardo no meu silêncio os elogios mais lindos
Embrulhados em papel de presente com laçarotes vermelhos
Pra te entregar em momento oportuno, uma surpresa.
Te amar num só pedacinho de mim?
Não posso mais, você me regalou com borboletas de todas as tuas cores
Despertam e voam cada vez que te sentem aproximar-te de mim
Ou delas - não sei... Só sei que as sinto,
E sei que cada dia de espera é um dia a menos sem você.

Sentir isso é tão bom!


Por Dani Cabrera

Comentarios

Entradas populares